quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Volkswagen lança cross up! no Salão de SP


Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

Até o Volkswagen up! rende-se ao modismo aventureiro, tanto na Europa quanto no Brasil. O compacto, disponível somente na versão quatro-portas e com o mesmo padrão de equipamentos do high up!, ganha visual mais robusto, com para-choques levemente redesenhados (entrada de ar maior na frente e apliques prateados), novas rodas diamantadas aro 15'' "zurique", molduras de plástico preto nas caixas de roda, faixas laterais, rack de teto e, por dentro, detalhes exclusivos no volante, na soleira das portas dianteiras, revestimento de couro "native" na alavanca de câmbio e no freio de mão, além de bancos com revestimento tear “hydra” cinza com o logotipo gravado nos encostos.

O cross up! estará disponível em dez opções de cores: três sólidas (Branco Cristal, Vermelho Flash e Preto Ninja), seis metálicas (Prata Sirius, Prata Egito, Prata Lunar, Azul Night, Vermelho Ópera e Cinza Quartzo) e a especial Amarelo Saturno. Há cinco cores disponíveis para o "pad" do painel.



De série, o cross up! traz direção elétrica com regulagem de altura, pneus de baixa resistência ao rolamento (185/60 R15), “infotrip” (computador de bordo com 10 funções), conta-giros, indicador de temperatura externa, limpador, lavador e desembaçador do vigia traseiro; banco do motorista com regulagem de altura; espelho no para-sol (do passageiro), faróis e lanterna de neblina, luzes de leitura para motorista e passageiro, chave tipo canivete, alarme com comando remoto, trava elétrica das portas e da tampa do porta-malas, vidros dianteiros elétricos, sensor de estacionamento traseiro, retrovisores com ajuste elétrico e luzes de seta integradas, freios ABS com EBD, airbags dianteiros, cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de carga e fixação do tipo ISOFIX/top tether para cadeirinhas infantis.



O cross up! conta com o motor 1.0 EA211 de três cilindros, 75/82 cavalos e 9,7/10,4 kgfm de torque (com gasolina/etanol, respectivamente). Com baixo peso (960 kg com câmbio manual e 959 kg com a transmissão automatizada I-Motion SQ100, opcional), o acelera de 0 a 100 km/h em 13,0/13,2 segundos e alcança 160/161 km/h com câmbio manual e faz de 0 a 100 km/h em 13,6/13,8 e chega a 163/164 km/h com o automatizado (utilizando gasolina/etanol, nesta ordem. O compacto mede 3,63 metros de comprimento (apenas 2,3 cm maior que o up! tradicional), 1,65 m de largura e 1,51 metro de altura.

Seu tanque de combustível tem 50 litros de capacidade, e o porta-malas, 285 litros (ou 976 L com o rebatimento do banco traseiro). Como opcional, o “maps & more” – sistema multimídia e de navegação com tela removível, sensível ao toque, de 5 polegadas –  traz GPS, gráficos de consumo instantâneo, consumo médio, distância percorrida, tempo de percurso, autonomia e velocidade média; visor de rádio/CD player, Bluetooth com viva-voz, visor OPS de estacionamento e visualização de fotos.



Fiat apresenta Bravo 2015, reestilizado


Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

A Fiat decide por apresentar agora a linha 2015 do Bravo, embora suas vendas iniciem posteriormente, nos próximos meses. O hatch médio passou por modificações leves e controversas. Seu para-choque frontal recebe nova grade, com barra cromada e integrado a uma moldura que acomoda a placa da frente. Mais abaixo, o extenso friso cromado é semelhante ao do Linea, e faróis de neblina e grade inferior foram redesenhados.


Na lateral, as mudanças se resumem a rodas e adesivos. E na traseira, as lanternas ganharam novo desenho interno, o para-choque redesenhado e o logotipo "Bravo" acima do escudo da Fiat são as (poucas) novidades.



A versão de entrada, Essence 1.8, passa a contar de série com novo sistema multimídia, com tela de LCD touchscreen, além de comandos de mídia e telefone no volante revestido em couro. Como opcionais de complemento ao sistema, estão disponíveis câmera de ré integrada e GPS.



O Bravo 2015 estará disponível nas versões Essence, Sporting (ambas com motor 1.8 16v), T-Jet 1.4 16v e na série especial Blackmotion, com 1.8 16v, que assume o lugar do Bravo Wolverine. Para os modelos 1.8, há opção de câmbio manual ou automatizado Dualogic Plus, enquanto o esportivo T-Jet traz câmbio manual de seis marchas.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Peugeot 2008 é apresentado no Salão de SP


Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

A Peugeot enfim apresenta o crossover 2008 ao mercado brasileiro, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, com comercialização prevista para o primeiro semestre do próximo ano. Trata-se do primeiro modelo da marca francesa a contar com o motor 1.6 THP Flex, que passa a gerar potência de 173 cavalos com etanol, ante 165 cv com gasolina. Este motor também passa a equipar o Citroën C4 Lounge ainda em 2014. 


O 2008 se destaca pelo design com riqueza de detalhes e formas que lembram o irmão de plataforma, o 208. Por dentro, o volante de dimensões reduzidas, o painel de instrumentos elevado e a central multimídia com tela sensível ao toque também remetem ao hatchback; já sua porção aventureira é evidenciada pela maior altura livre do solo e pelos pneus de uso misto.



A Peugeot também mostra um mocape do 2008 HYbrid Air, que demonstra a união entre um motor a gasolina e um sistema hidráulico acionado por ar comprimido. É possível optar por três modos de condução: “Air”, ativo até 70 km/h (apenas a energia contida no ar comprimido locomove o carro), “Gasolina” (entra em ação o motor de três cilindros 1.2 VTi) e “Combinado”, quando o mecanismo com ar comprimido contribui como boost em acelerações e retomadas. Assim, o consumo de combustível é de, em média, 34 km/l. Outra vantagem é não demandar baterias de íon-lítio ou outros materiais, preservando o espaço interno dos ocupantes e contribuindo para diminuir a emissão de poluentes.


terça-feira, 28 de outubro de 2014

Fiat FCC4: um conceito diferente de picape


A Fiat mostra um carro-conceito radical, que dá continuidade à sequência de protótipos iniciada com o FCC de 2006 e continuada com o FCC2 Bugster (2008) e o FCC3 Mio (2010). Desta vez, a proposta é avaliar a receptividade a FCC4, uma picape média fora dos padrões, desenvolvida pelo Fiat Design Center Latam e com a proposta de conciliar amplo espaço interno, altura do solo elevada e luxos de sedan.


Ao vivo, a FCC4 é baixa em relação à picapes como S10 e Hilux (1,60 m de altura), mas, com 5 metros de comprimento e 1,94 m de largura (sem espelhos), suas dimensões se equivalem às atuais referências da categoria. As janelas são estranhamente reduzidas, e não há caçamba ao ar livre, o que pode desagradar a quem depende deste compartimento.


A Fiat abusou de termos em inglês para descrever o estilo da FCC4: wrap around (união entre formatos das janelas), highlights (vincos da carroceria) e layers (camadas de reflexos). Como no novo Jeep Cherokee, as luzes superiores são Day Running Lights (luzes de condução diurna), e logo abaixo se situam os faróis principais.

A traseira traz vidro fastback e lanternas de LEDs de estilo ousado. A porta traseira é assimétrica; o teto, envidraçado, e os escapes, situados nas extremidades do para-choque traseiro, com aplique central em alumínio.


Nissan revela Kicks Concept, prévia de utilitário para 2016


No Salão do Automóvel de São Paulo, a Nissan revela interessantes modelos, entre eles o carro-conceito Kicks, proposta de utilitário esportivo compacto - segmento de grande representatividade no mercado brasileiro. Seu design traz elementos do EXTREM (revelado no Salão de SP há dois anos), porém com mais verosimilhança com um modelo de produção em série, a ser produzido em Resende (RJ) em 2016.


Apesar da diversidade encontrada no Brasil, os designers do centro de estilo da Nissan em San Diego (EUA) adotaram uma coloração cinza na carroceria, reflexo das cores monocromáticas que compõem grande parte das cores das carrocerias dos automóveis nacionais. A ousadia está no teto alaranjado - aliás, descrita como uma tonalidade do pôr-do-sol no Rio de Janeiro, onde foi recentemente inaugurado um estúdio-satélite de design. Suas dimensões são parelhas às do Ford EcoSport: cerca de 4,30 metros de comprimento, 1,80 m de largura e 1,60 metro de altura. Detalhes sobre motorização e interior não foram divulgados pela Nissan.

Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...