terça-feira, 25 de novembro de 2014

Mercedes-Benz revela CLA Shooting Brake


Como produto (verdade seja dita), o Mercedes-Benz CLA não se destaca pelo custo-benefício ou pelo desempenho (excetuando-se aí a versão 45 AMG) - mas como carro de imagem, cumpre muito bem seu papel. Seu design é uma simbiose entre o porte compacto-médio do Classe A e os traços do "cupê-de-quatro-portas" CLS. Agora é revelada a Shooting Brake, uma perua que dá prioridade ao visual, mas também tem seu lado prático e esportivo.


De frente, até as portas dianteiras, a CLA Shooting Brake é idêntica ao sedan - e os vincos laterais, o arco das janelas, as lanternas e a tampa do porta-malas também remetem ao modelo lançado em 2014 no Brasil. Seu coeficiente aerodinâmico campeão foi mantido: 0,26. A perua será apresentada em diversas versões: a OrangeArt Edition possui detalhes na cor laranja, como frisos dos para-choques, bordas das rodas aro 18'', bancos de couro com faixas brancas/laranjas e iluminação interna na mesma cor.


Também serão oferecidas as versões AMG Line, com pacote visual esportivo (e sem os detalhes na cor laranja) e a Urban, mais discreta (a unidade vermelha nas fotos deste post), que traz rodas aro 18'' como as do CLA 200 Urban/First Edition e, como opcional, teto panorâmico eletricamente retrátil.


Internamente, tudo é como no CLA, exceto o volante, que é muito semelhante ao do esportivo AMG GT. Há lugar para cinco ocupantes, todos com cintos de três pontos e, no banco traseiro, sistema ISOFIX de fixação de cadeirinhas.



O porta-malas possui capacidade de 475 litros, ampliáveis para 595 L com os bancos traseiros deslocados para a frente ou até 1354 litros com o rebatimento destes assentos.

A CLA Shooting Brake será oferecida em seis motorizações: duas delas a diesel (200 CDI e 220 CDI), ambas com motor de 2143 cm³, porém com 136 horsepower na primeira opção e 177 hp na segunda; além das versões movidas a gasolina: 180 (1.6 de 122 hp), 200 (1.6 Turbo de 156 hp), 250 (1.6 Turbo de 211 hp) e 250 4MATIC/250 Sport 4MATIC, também com 211 hp e tração integral, que acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e alcança a velocidade máxima de 240 km/h.


Os mais afoitos contam, ainda, com a opção 45 AMG, que mantém o consagrado motor 2.0 Turbo de 360 horsepower (a potência específica é de 181 HP/Litro), que a leva de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 250 km/h. As vendas da station wagon iniciam em janeiro de 2015, com sua chegada às concessionárias europeias programada para o mês de março.



Ford reajusta preços de versões de Ka e Ka+


Passados poucos meses do lançamento dos Ford Ka (hatch) e sua versão sedã (Ka+), seus valores de tabela foram reajustados (para mais ou para menos, dependendo da versão), sem mudanças de conteúdo. A versão de entrada 1.0 SE passa a custar R$ 35 990 (acréscimo de 600 reais), enquanto a SE Plus 1.0 agora custa R$ 37 990. O Ka SEL 1.0 passa de R$ 39 990 para R$ 40 590.

Entre os Ka com motor 1.5, o SE manteve o preço inicial de R$ 40 390, e o SE Plus chegou a ter o preço reduzido de R$ 42 990 para R$ 42 390, embora a versão SEL tenha subido de R$ 44 490 para R$ 44 990.


No caso do Ka+, os preços partem de R$ 38 890 na versão SE 1.0 (aumento de mil reais), passando para R$ 40 890 na versão SE Plus (também por R$ 1000 a mais). O modelo SE 1.5 agora custa R$ 43 290, o SE Plus 1.5 sai por R$ 45 290, e o SEL 1.5, R$ 47 890 - todas as versões com motor 1.5 tiveram R$ 400 de aumento. As cores Branco Ártico, Branco Vanilla (para o hatchback), Vermelho Arpoador e Preto Ebony, sólidas, não representam custo adicional. Já as tonalidades Prata Dublin, Laranja Savana (apenas para o hatch) e Prata Riviera acrescentam R$ 1085 ao preço final, e o Vermelho Merlot (acima), R$ 1270.

Todos os modelos podem ser financiados em 24 vezes, com "taxa zero". Veja aqui mais detalhes do Ka e do Ka+, além de nossas primeiras impressões sobre a versão SE Plus 1.0.

As atrações do AutoEsporte Expo Show [Som e DUB]




Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

No AutoEsporte Expo Show, diversos carros contemporâneos ostentam sistemas de som e discretas modificações (geralmente incluindo rodas maiores e suspensão rebaixada). Estão expostos: Corvette C6, Cruze Sport6, Chrysler 300C, Jetta, novo Fusca, Lancer, Saveiro, Golf VII, Lancer Sportback, BMW X1, Etios, Civic, 307 SW e Classe C.




A Castor mostrou um Captiva ao melhor estilo DUB; a 101% expôs diversos modelos com sistemas de som e estilo modificado, como Citroën C5 Tourer, Chevrolet Celta, Corsa, Classic, Blazer e Opala 1974, VW Gol "bolinha" e G5, Peugeot Partner (originalmente pertencente à Corzus), Kia Soul, VW Golf III "de polícia" e Honda Fit.






Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...