domingo, 23 de novembro de 2014

Lexus LF-C2: conceito do futuro conversível


A Lexus adianta as linhas do modelo conversível baseado no cupê RC com o carro-conceito LF-C2, apresentado no Salão de Los Angeles (EUA). De layout 2+2, ele traz pequenos assentos traseiros e nenhuma capota, por se tratar de um modelo conceitual. A pintura da carroceria traz quatro camadas (primer, pintura prata, pintura amarela e verniz), as rodas são aro 20'' e quatro saídas de escape são integradas ao difusor de ar traseiro. 


Seu interior aposta no futurismo do ambiente predominantemente branco e prateado, com quadro de instrumentos de iluminação azul-clara, estreitos retrovisores e saídas de ar-condicionado, touchpad que comanda a tela central, feixes de iluminação interna azul, console próximo ao câmbio na cor do carro e bancos envolventes.



sábado, 22 de novembro de 2014

As atrações do AutoEsporte Expo Show [Lowriders, Muscles e Hot-Rods]


Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

A segunda edição do AutoEsporte Expo Show iniciou na quinta-feira (20) e se estende até amanhã (23), reunindo no Pavilhão do Anhembi modelos personalizados, clássicos, carros de competição, acessórios e a maior pista de autorama do mundo, entre outros destaques. Entre os lowriders, estilo de customização que modifica a suspensão de modelos "vintage" a fim de regular a altura e fazer o carro capaz de pular e andar sobre três rodas, este Chevrolet Monte Carlo 1974 é um legítimo representante desta cultura norte-americana. A título de curiosidade: os pneus são de perfil 155/80, e as rodas, aro 13''.



Outro carro que é querido pelos lowriders é o Chevrolet Impala; este é de 1964. Quase não há modificações na parte externa (apenas em seu teto, com nova pintura), mas o conjunto de suspensão e pneus/rodas foram substituídos para os saltos e controle da altura em relação ao solo.


As bicicletas também recebem customizações para se integrarem ao estilo lowrider, recebendo quadro, guidão, para-lamas e outras partes metálicas cromadas, além de pneus banda branca e rodas raiadas, como os automóveis.



Esta Nissan D21 foge dos parâmetros dos lowriders a começar por ser uma picape dos anos 1990, enquanto os modelos utilizados geralmente são "banheiras" norte-americanas fabricadas entre as décadas de 1950 e 1970. Mas a suspensão que "dança" entrega seu estilo de personalização.


Este hot rod baseado num Ford Modelo T de 1928 trazia adesivos em tributo a Ayrton Senna, falecido há 20 anos. Seu estilo remete aos projetos de Ed Roth, evidenciado pela placa "Rat Fink", personagem criado para difundir a cultura custom nos Estados Unidos a partir do fim dos anos 1950.



Este Chevrolet AC Internacional 1929 é uma versão mais informal do modelo quatro-portas conhecido como Ramona - contando com carroceria conversível e o famoso "banco da sogra" atrás.



Outro Chevrolet Impala customizado (este da geração anterior ao mostrado acima) adota personalização mais discreta, evidenciada pelas rodas cromadas.


Esta Chevrolet ano 1951 com pintura bicolor e rodas raiadas ficou posteriormente conhecida no Brasil como Martha Rocha, já que os para-lamas traseiros avantajados lembravam os quadris da modelo brasileira desqualificada no concurso de Miss Universo por ter duas polegadas a mais de cintura. O nome da série era Advance Design, com as opções 3100 (com capacidade de meia tonelada), 3600 (750 kg) e 3800 (uma tonelada de capacidade de carga).


A Garage Old School apresenta a customização do Chevrolet Bel Air 1952, uma cabine "rusted" de um Ford Modelo T e uma picape Dodge D-100.


Os "aircooleds", modelos da Volkswagen com motor refrigerado a ar, são representados no AutoEsporte Expo Show pelo Fusca com teto Rag Top e rodas Fuchs, e pela Kombi com lataria lixada, para-brisas basculantes, bagageiro de teto e itens curiosos, como placa da Califórnia no teto e um esqueleto sentado ao lado do motorista.


A Batistinha leva para a exposição o venerado Mustang Eleanor (inspirado no carro do filme 60 Segundos) e um Maverick 302 V8 customizado.



As atrações do AutoEsporte Expo Show [Clássicos]


Texto - Júlio Max | Fotos - Rafael Susae

Os carros antigos compareceram em peso no AutoEsporte Expo Show: no ano em que completa cinco décadas, o Ford Mustang aparece nas carrocerias Hardtop, Fastback e Conversível, nas versões standart, GT e Mach I, fabricados entre 1965 e 1973. Também no Anhembi, há duas semanas, foi apresentada a mais recente geração do Mustang (veja aqui).




Diversas unidades do Puma também estavam presentes, nas carrocerias GTB (S1, amarelo, e S2, prata), GTS Conversível e GTE. O precursor destes esportivos nacionais, o GT Malzoni, também foi exposto.



O Ford Thunderbird 1960 esteve presente - este foi o último ano de produção da segunda geração, que havia sido lançada em 1958. Contava com motores V8 (5.8 ou 7.0) e câmbio manual ou automático, ambos de três marchas.


Ícone em sua época, o Volkswagen Passat TS (esta sigla significa Touring Sport) traz os clássicos faróis amarelos e redondos, motor 1.5 com carburador de corpo duplo e detalhes esportivos no visual, como as faixas pretas. 


Também foram exibidos o Ford Maverick GT V8, o Dodge Charger R/T e o Chevrolet Opala SS, versões esportivas que eram objetos de desejo na década de 1970.



O raríssimo Karmann-Ghia Conversível está acompanhado do modelo cupê. Não se sabe ao certo quantas unidades sem capota foram produzidas, embora o número não seja superior a 177 unidades, entre 1969 e 1971. Trazia o motor 1500 do cupê, que deu lugar ao 1600 de 60 cavalos (8 cv a mais) em 1970.


Esportivo mais no visual do que na mecânica, o Volkswagen SP2 também compareceu ao AutoEsporte Expo Show. Trazia o motor 1700 de 75 cavalos, uma evolução do SP1, além de interior mais requintado.



E, para finalizar a postagem, o VW Fusca restaurado pela Batistinha.


Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...