domingo, 19 de outubro de 2014

Fiat apresenta série Hard Working da Strada


A Fiat Strada passa a estar disponível na série especial Hard Working, que conta com detalhes de estilo exclusivos. Disponível com cabine simples, estendida ou dupla (nestas fotos), a picape recebe de série ar-condicionado, para-brisa degradê, direção hidráulica, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros com função um-toque e antiesmagamento (já de série na Strada Cabine Dupla), volante com regulagem de altura, faróis de neblina, preparação para rádio (dois alto-falantes e antena), abertura elétrica da tampa do tanque de combustível, jJanela traseira corrediça (nas versões Cabine Curta e Estendida), brake-light (!), rodas de aço com pintura na cor cinza (aro 15'' de liga leve opcionais), pneus de uso misto e logotipo Hard Working nas soleiras das portas e na lateral traseira. 


A Strada Hard Working Cabine Curta parte de R$ 42 770, enquanto a versão com cabine estendida sai por R$ 46 060. Já a Cabine Dupla custa R$ 51 190, ou R$ 51 690 com as rodas de liga leve.


Recall do Chevrolet Tracker Freeride - e mais um do Sonic


A Chevrolet anuncia recall para os modelos Sonic e Tracker. No caso do utilitário, estão envolvidas as unidades da versão Freeride, equipada com câmbio manual, fabricadas de 4 de junho de 2013 a 28 de janeiro de 2014, que podem apresentar falha no cilindro de ignição, onde a chave é inserida. Com o desgaste de seu mecanismo interno, poderá ocorrer a partida involuntária ao se encaixar a chave na ignição. Desta forma, o carro pode se locomover para a frente ou para trás (dependendo da marcha engatada) e se desligar, gerando riscos de acidentes e atropelamentos.


A linha Sonic, recentemente convocada para recall de substituição do tanque de combustível (veja aqui), padece do mesmo problema do cilindro de ignição que afeta o Tracker, envolvendo unidades fabricadas entre 13 de julho de 2011 e 19 de março de 2014, modelos 2012, 2013 e 2014. Estes modelos começam a ser reparados no dia 27 de outubro, mediante agendamento prévio. Até lá, recomenda-se que, imediatamente após desligar o veículo, retire-se a chave da ignição.

O atendimento ocorre de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, e o tempo estimado para a execução deste serviço é de 30 minutos.

Chassis envolvidos

Tracker - de EL102596 a EL180182
Sonic - de CB029819 a ES639996

Maiores informações

0800 702 4200
www.chevrolet.com.br

sábado, 18 de outubro de 2014

Novidades da VW para o Salão de São Paulo


A Volkswagen do Brasil reserva a apresentação de seis modelos para o Salão do Automóvel de São Paulo, aberto ao público no Pavilhão Anhembi entre os dias 30 de outubro e 9 de novembro: SpaceFox, Space Cross e Jetta reestilizados, além das versões especiais de Saveiro (Surf), Fox (Pepper) e Amarok (Dark Label).


A SpaceFox 2015 segue a reestilização aplicada ao Fox, com pequenos detalhes diferenciais. Na frente, há filetes cromados na grade superior; atrás, lanternas e para-choque receberam leves redesenhos. A perua (ou sportvan, como prefere a VW) será ofertada nas versões Comfortline e Highline, com opção dos motores 1.6 MSI de oito ou 16 válvulas, além de câmbio manual de cinco/seis marchas ou o automatizado I-Motion, de cinco marchas.


Outras novidades entre os equipamentos são: rádio/navegador RNS 315 com tela sensível ao toque, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, luzes de conversão estática nos faróis de neblina, controle de estabilidade (ESC) e novo volante multifuncional.


O sedan Jetta recebe o mesmo visual da nova linha oferecida nos Estados Unidos, e será produzido também no Brasil a partir do primeiro semestre de 2015 (na fábrica Anchieta, SP), para somar com as unidades importadas do México. A versão Highline manteve o motor 2.0 TSI de 211 cavalos, aliado ao câmbio automático DSG com dupla embreagem e seis marchas.


Quando o Fox foi lançado, nos idos de 2003, foram boladas duas versões conceituais do hatch, até então produzido somente com duas portas: Pepper, de apelo esportivo, e CrossFox, o aventureiro urbano que passou a ser produzido dois anos depois. O atual Fox Pepper ainda é conceitual, e estará no Salão para ser avaliado pelos visitantes. Pintado na cor Vermelho Tornado, com detalhes contrastantes na cor preta, o Pepper possui o mesmo para-choque frontal da Space Cross, além de destoantes molduras nas caixas de roda. A grade frontal incorpora um filete vermelho a la Golf GTI.


Seu motor é o 1.6 MSI de 120 cavalos com etanol, e o câmbio, manual de seis marchas. O Fox Pepper acelera de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 189 km/h, quando abastecido com etanol. Com gasolina, são 10,3 segundos para o 0 a 100 km/h e 183 km/h de velocidade máxima.


A perua Space Cross incorpora personalidade aventureira com para-choque dianteiro que ostenta ampla grade tipo colmeia, faróis auxiliares com as funções de luzes de neblina, longo alcance e de conversão estática, além da suspensão elevada, com acerto específico de geometria de suspensão. Seu motor é o 1.6 MSI de 120 cv, com câmbio manual de seis marchas (o automatizado I-Motion é opcional). O modelo traz itens de série como controlador eletrônico de velocidade, função “coming & leaving home” dos faróis, sensores crepuscular e de chuva, além de retrovisor interno eletrocrômico.


A Saveiro Surf está de volta, oferecida com cabine simples e visual diferenciado: grade tipo colmeia com friso cromado, faróis de dupla parábola com máscara negra, faróis de neblina, molduras das caixas de roda, adesivos Surf nos para-lamas dianteiros, santantônio e rodas de liga leve aro 15” "Sepang". A picape vem com freios a disco nas quatro rodas, com ABS e EBD.



Por fim, a Amarok Dark Label, baseada na versão intermediária Trend8ne, possui elementos na cor preto fosco (santantônio, estribos laterais, maçanetas externas, retrovisores e para-choque traseiro), rodas aro 17'' "Roca", vidros laterais traseiros e vigia escurecidos, spoiler dianteiro, lanternas traseiras escurecidas e adesivo nas portas traseiras.


Equipada com controle de estabilidade (ESC), assistente de partida em subida (HHA) e controle automático de descida (HDC), a Amarok Dark Label possui motor 2.0 biturbo a diesel de 180 cv, transmissão automática de 8 velocidades e tração integral permanente 4MOTION.


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Teimosias e as encrencas [Alta Roda]


Durante os três dias do 23º Congresso da SAE Brasil, realizado recentemente em São Paulo, o tema central não poderia ser mais atual. O mote “Construindo a mobilidade inteligente – os veículos do futuro” representa uma vasta gama de interesses e de mudanças disruptivas que a indústria e a sociedade já iniciaram. Engenheiros da mobilidade têm enormes desafios pela frente e, no caso do Brasil, ainda mais em razão da atual situação econômica. A própria exposição agregada ao congresso encolheu 10% este ano.


Muitos dos avanços gravitam em torno da sigla ITS (em inglês, Sistema Inteligente de Transportes) e suas ramificações. Além de trazer soluções, ITS impõe novo conceitos para racionalizar o trânsito e dar mais segurança. Afinal, em 2020, o mundo terá mais de 1,2 bilhão de veículos leves e pesados em circulação, sem contar motos e bicicletas. Uma das preocupações é que os automóveis mostram longevidade maior que muitas das tecnologias atualmente nele aplicadas. Algum tipo de harmonização ou de atualização precisa ser avaliado.


Basta um exemplo. Os programas de navegação em tempo real, disponíveis para qualquer telefone celular inteligente, começam a ser alternativa aos caros sistemas de navegação GPS nos painéis com seus mapas que precisam de atualização e não indicam rotas alternativas. Hoje isso é fundamental para aproveitar melhor as vias menos congestionadas, gastar menos tempo e combustível, sem contar menor poluição.

Sensores, câmeras e radares também já representam enorme ganho em segurança. Citou-se o exemplo da Alemanha, onde 31% dos acidentes em congestionamentos aconteciam porque não se freava a tempo. Computação de bordo emite alertas e pode parar o carro de forma independente. Agora, funciona em linha reta, mas em breve também em curvas. O que se tem certeza é de que essas pequenas intervenções no modo de conduzir abrem as portas a sistemas autônomos plenos.

Para o palestrante Frank Karstner, da Bosch, o prazer de dirigir sempre existirá, mas direção autônoma extinguirá os erros e as colisões. Ivan Tocchetto, da TRW Brasil, lembrou que airbags e cintos de segurança trabalharão de forma mais integrada e inteligente. O próprio conceito de colisões começa a mudar depois dos exageros e voluntarismos dos programas de avaliações de carros novos (NCAP, em inglês), especialmente o europeu e o latino. Hoje é quase impossível um veículo pequeno alcançar cinco estrelas em proteção infantil. Mas, a partir de 2015, serão usados também manequins de crianças de 6 a 10 anos (além de 0 a 3 anos existentes) e haverá ainda teste contra barreira a 50 km/h (hoje, 64 km/h) apenas para o motorista.

Claro, propulsão elétrica sempre desperta grande interesse em congressos técnicos. Porém, vozes surgiram para lembrar que por uma fração do que se investe em carros elétricos – em especial suas baterias ou pilhas a hidrogênio – é possível melhorar em 50% a eficiência dos motores a combustão. Ersnt Winklhofer, do Instituto Real de Tecnologia da Suécia, passou um pito em quem apenas aplica as mesmas técnicas de injeção direta, por exemplo, de motores a gasolina ao etanol.

Hubert Friedl, da consultoria de engenharia AVL, relembrou uma tendência, sempre citada e defendida nesta coluna: a distância em termos de consumo entre motor diesel e de ciclo Otto (gasolina, etanol e gás) será significativamente reduzida nos próximos anos. Isso reverterá a encrenca em que os fabricantes europeus se meteram ao investir em apenas uma tecnologia e só agora caem na realidade.


RODA VIVA

PARA a consultoria econômica E&Y, 88% dos automóveis vendidos em 2025 terão conectividade avançada. Até lá novos recursos estarão disponíveis e um deles é a conexão automática de qualquer telefone celular inteligente ao sistema multimídia, logo ao entrar no carro. Operações atuais de primeiro pareamento são demoradas, às vezes confusas e sem padronização.

ENTRE aplicativos mais desejados destaca-se o que leva o motorista, pela tela do celular, até uma vaga livre em estacionamentos. Para isso é necessário que a infraestrutura interna do local esteja preparada. Em alguns países já existe em estacionamentos subterrâneos e o próximo passo será em pátios ao ar livre.


PREÇO já não atrai como antes, mas Kia Soul ainda oferece vantagens de espaço interno e acabamento/equipamentos por até R$ 92.900 com câmbio automático. Nessa nova geração as dimensões internas e externas (menos a altura) foram ampliadas. Motor de 1,6L/128 cv (mesmo do HB20) sofre um pouco para lidar com seus quase 1.400 kg de peso (ordem de marcha).

SALÃO do Automóvel de São Paulo, a partir do dia 30, espera atrair os mesmos 750.000 visitantes de 2012. Organizador Reed Alcantara instalará sistema de ventilação mais eficiente este ano. Essa restrição pode acabar já na edição de 2016. Um grupo francês investirá até R$ 300 milhões no atual Centro de Exposições Imigrantes e pretende conquistar este e outros salões.

Fernando Calmon (fernando@calmon.jor.br), jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna automobilística semanal Alta Roda começou em 1º de maio de 1999. É publicada em uma rede nacional de 98 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente no Brasil do site just-auto (Inglaterra).


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Honda apresenta Civic Si Coupé no Brasil



Finalmente chega ao País o Honda Civic Si, prometido pela montadora desde o Salão do Automóvel de São Paulo em 2012. Em nova geração e importado exclusivamente na carroceria Coupé, o modelo terá como principal rival o Volkswagen Golf GTI, que apesar de ser um hatchback de quatro portas, oferece desempenho e proposta esportiva similares.


Equipado com o motor 2.4 DOHC i-VTEC de 206 cavalos @ 7000 rpm e 23,9 kgfm de torque @ 4400 rpm, o Civic Si acelera de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos. O câmbio é manual de seis marchas, voltado aos amantes da direção pura. Já porta-malas (330 litros) e tanque de combustível (50 L) são pequenos.


De série, o Civic Si traz volante e câmbio revestidos em couro, ar-condicionado digital, tela sensível ao toque de 7 polegadas, rádio/CD Player com entrada USB, Bluetooth, comandos no volante, quatro alto-falantes, dois tweeters e um subwoofer; banco do motorista com regulagem de altura, bancos traseiros reclináveis e bipartidos (proporção 60/40), chave com controle de abertura/fechamento das portas, porta-malas e alarme, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, descansa-braço dianteiro com compartimento, detalhes nas portas e maçanetas internas na cor prata fosco, iluminação interna dianteira individual, computador de bordo multifunções, para-sóis com espelhos para motorista e passageiro, cruise-control, revestimento dos bancos em tecido, tomada 12 Volts, vidro do motorista com função um-toque (para subida e descida) e anti-esmagamento, pedais esportivos, airbags frontais, laterais e de cortina, aviso sonoro do não-uso do cinto de segurança para motorista e passageiro, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador, limitador de força e regulagem de altura, freios a disco com ABS e EBD, Limit Slip Differential (garante maior tração em curvas em alta velocidade) e travamento automático das portas acima de 15 km/h.


Importado do Canadá, o Civic Si Coupé chega custando R$ 119 900, incluindo frete. Serão oferecidas quatro cores: Orange Fire Pearl (cor perolizada), Rallye Red (cor sólida), Taffeta White (sólida) e Crystal Black (perolizada).










quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Novo Renault Sandero Stepway está pronto para pré-venda


Atração confirmada para o Salão do Automóvel de São Paulo, o Renault Sandero Stepway 2015 estará disponível para vendas no início de novembro, mas poderá ser adquirido no regime de pré-venda a partir desta sexta-feira (17) nas concessionárias, em condições especiais. Haverá desconto de R$ 800 e taxa de financiamento de 0,49% ao mês para clientes que fecharem a compra até o fim de outubro.

O novo Sandero Stepway parte de R$ 47 800. Com os bancos de couro, o preço sobe para R$ 48 940 e, com câmbio automatizado Easy'R, chega-se a R$ 51 340. Também para este período de pré-venda, o cliente ainda ganhará câmera de ré.


A versão Stepway traz motor 1.6 8v e altura em relação ao solo de 19 centímetros (4 cm a mais que as outras versões), respondendo por 30% de participação das vendas do Sandero em 2014 - desde o lançamento em 2008, cerca de 100 000 unidades foram vendidas.

Recall de todas as unidades do Chevrolet Trailblazer


As 5777 unidades já fabricadas do utilitário Chevrolet Trailblazer, modelos 2013, 2014 e 2015 (fabricados entre 16 de abril de 2012 e 30 de setembro de 2014) estão envolvidas no recall de substituição dos cintos de segurança da terceira fileira de bancos. O posicionamento incorreto de um sensor mecânico que ocasiona o travamento indevido do mecanismo retrator do cinto pode impedir que o cadarço do cinto seja puxado para o seu afivelamento durante o período em que o carro está sobre pequenas inclinações.

A falha nos cintos deixa os ocupantes da última fileira de bancos desprotegidos em uma colisão, havendo chances de lesões físicas graves ou fatais. A partir de 17 de novembro de 2014 ocorre o recall, mediante agendamento prévio, entre segunda e sexta-feira, de 8h a 17h. O temo estimado para a execução deste serviço é de uma hora e 15 minutos.

Chassis envolvidos

De DC400034 a FC404524

Maiores informações 

0800 702 4200
www.chevrolet.com.br

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Os destaques da Volkswagen no Salão de Paris


A Volkswagen revelou no Salão do Automóvel de Paris (iniciado no dia 4, e que segue até dia 19 deste mês) diversas novidades: XL Sport, Passat GTE (nas carrocerias Sedan e Variant), Golf Alltrack, Polo GTI e Tristar Concept.


O conceito VW XL Sport é uma modificação radical do ecológico XL1: recebeu o motor de dois cilindros em V da moto Ducati 1199 Superleggera, que rende 200 cavalos e gira a até 11 000 rpm. Equipado com a transmissão DSG (de dupla embreagem) de sete marchas, o propulsor modificado faz o XL Sport acelerar de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos e alcançar 270 km/h de velocidade máxima.



Aerodinâmico por natureza (seu coeficiente é de 0,19), o XL Sport recebeu saídas de ar nos arcos das rodas, otimização da parte inferior da carroceria, difusor traseiro, defletores aerodinâmicos mais largos e rodas maiores.



O XL Sport é mais longo e largo do que o XL1, medindo 4,29 metros de comprimento (3,88 m no XL1), 1,85 m de largura (1,66 m) e 1,15 metro de altura. Por dentro, foram realizadas modificações no ambiente, com tons escuros e detalhes contrastantes na cor vermelha.


Já a linha Passat GTE é a primeira a ser oferecida comercialmente como híbridos plug-in. Seu motor a combustão 1.4 TSI trabalha junto com um motor elétrico, que tem autonomia de até 50 quilômetros. Utilizando os dois propulsores, a potência combinada é de 160 kW, equivalentes a 218 cavalos, com autonomia de mais de 1000 quilômetros.


O torque máximo do sistema de propulsão híbrido plug-in é 40,7 kgfm. Além disso, o consumo, seguindo o padrão europeu NEDC, é de aproximados 50 km/l. A emissão de dióxido de carbono é de reduzidos 45 gramas por quilômetro rodado.



Com tração dianteira e câmbio automático DSG de dupla embreagem e seis marchas, o Passat GTE acelera de 0 a 100 km/h em 8,0 segundos e atinge velocidade máxima de 220 km/h. Utilizando somente o motor elétrico, é possível atingir 130 km/h.


No lugar da Jetta Variant, a perua Golf SportWagen acaba de estrear a derivação Alltrack, com aparência off-road diferenciada. O modelo dispõe da tração integral permanente 4MOTION de série, além de suspensão elevada em dois centímetros, em relação ao modelo "de rua".



A perua Alltrack é a décima segunda variante da linha Golf VII em dois anos, e estará disponível com quatro opções de motores: 1.8 TSI com 180 cavalos, 1.6 TDI de 110 cv, 2.0 TDI com 150 cavalos e 2.0 TDI com 184 cv.


A atual geração do Polo recebe a versão esportiva GTI, com motor 1.8 TSI que rende 12 cavalos a mais que o modelo anterior e torque de 32,6 kgfm. Os detalhistas devem ter reparado a placa, que indica a potência (192) em PS, unidade equivalente aos cavalos no Brasil. 

O modelo acelera de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 236 km/h. Quem não se contentar com a transmissão automática DSG de dupla embreagem com sete velocidades pode optar pelo câmbio manual de seis velocidades.



Por fora, o Polo GTI ostenta logotipos vermelhos, novos spoilers laterais e aerofólio na tampa traseira. Internamente, os diferenciais são o volante esportivo, o quadro de instrumentos e os bancos esportivos que lembram as padronagens dos kilts escoceses, como no Golf GTI. Como opcional, são oferecidos a suspensão “Sport Select” com amortecedores ajustáveis eletronicamente e o “Sport Performance Kit”, que realiza o acerto mais esportivo de parâmetros do carro ao toque de um botão. O modelo já tem preço: 22 275 euros.





O Tristar Concept é uma homenagem aos 30 anos da picape Syncro, baseada na T3, a terceira geração da Kombi. Este modelo foi primeiramente apresentado no salão de veículos utilitários em Hannover (Alemanha) e pode indicar elementos visuais da T6. Seu motor 2.0 TDI de 200 hp a faz acelerar de 0 a 100 km/h em 10 segundos cravados, alcançando velocidade máxima de 185 km/h.



Dê um like!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...